21 dezembro 2010

PASSEIO DOS PAIS NATAL DE BICICLETA!! 2010

PARABÉNS A TODOS OS QUE PARTICIPARAM E QUE FIZERAM DESTE DOMINGO DE MANHÃ UM MOMENTO ESPECIAL CHEIO DE BOA DISPOSIÇÃO E ESPIRITO NATALICIO!!

FELIZ NATAL AOS QUE VESTIDINHOS DE PAIS E MÃES NATAL PEDALARAM LONGOS E DURISSIMOS QUILOMETROS PELAS RUAS DA NOSSA CIDADE DE SETÚBAL!!!

FELIZ NATAL AOS QUE DISTRIBUIRAM SORRISOS, FELICITAÇÕES E MUITOS REBUÇADOS PELOS MAIS PEQUENINOS!!

FELIZ NATAL!!!!

TIVEMOS PARTICIPANTES DOS 8 AOS 70 ANOS!!!

PEDALAMOS DA LOJA BIKEZONE SETUBAL ATÉ AO PARQUE DA ALBARQUEL ONDE NOS ESPERAVA UM LANCHE NATALICIO!! BOLO REI, BOLO RAINHA, SONHOS DE CENOURA (FEITOS PELA NOSSA RENA LILIANA) E O INDISPENSAVEL MOSCATEL DE SETÚBAL!!

EM SEGUIDA RUMAMOS ATÉ À NOSSA PRAÇA DO BOCAGE ONDE FIZEMOS UM COFFE BREAKE!!

FORAM QUASE 10 KMS DE PURA BOA DISPOSIÇÃO E BOM ASTRAL!!!!


PARA O ANO HÁ MAIS!!! ACOMPANHADOS PELA NOSSA MASCOTE DE SERVIÇO ... O MINI VERMELHO!!!

ATÉ LÁ ....A BIKEZONE DE SETUBAL/ FAZVERGONHASBTTEAM DESEJAM A TODOS UM FELIZ NATAL E UM BOM ANO DE 2011!!

Agenda BTT - 23/1 - 1ª Maratona da Lagoa do Calvo

Soube pelo "Meio-Gordo" que estão abertas as inscrições para a 1ª Maratona da Lagoa do Calvo. Nós em principio vamos, assim como a Turtle, o TDI e o Rui Santos.

E tu, vens também? :)

Inscrições aqui



14 dezembro 2010

5º PASSEIO DOS PAIS NATAIS DE BICICLETA!!!

À semelhança dos anos anteriores a BIKEZONE SETUBAL/ FAZVERGONHASBTTEAM organizam mais uma vez o passeio dos famosos Pais Natais de bicicleta pela nossa cidade de Setúbal!!!

No próximo dia 19 de Dezembro (JÁ NO DOMINGO!!!) pelas 10h da matina à porta da BIKEZONE SETUBAL queremos MUIIITOS PAIS NATAIS DE BICICLETA!!!!!

Iremos passear pelas ruas da nossa cidade, vamos distribuir sorrisos, rebuçados pelos mais novos e muiito boa disposição!!!

APAREÇAM!!!

TRAGAM TODA A FAMILIA E VENHAM AFASTAR O FANTASMA DA CRISE NESTE NATAL!!!!

21 novembro 2010

Dois Fins-de-Semana de Petiscos

Primeiro fim-de-semana, dia 14-11-2010, realizou-se na Lagoa do Calvo a terceira edição da Rota das Adegas:

Fotos:


Percurso:


Altimetria:





Segundo Fim-de-Semana, Passeio dos Sabores 2010, nas vendas de Azeitão

Fotos:


Percurso:


Altimetria:

15 novembro 2010

TASCADUXICO!!! 2010

Realizou-se no dia 7 de novembro mais um passeio TASCADUXICO, no Pinhal Novo!!


Um passeio magnânime..tanto pela quantidade de participantes ( cerca de 650!!!!!) como pela qualidade da organização que se desdobrou em proporcionar um domingo de convivio "du pedal" no mais saudavel ambiente possivel!!! Cheio de caras conhecidas a nivel local e nacional!!


Abastecimentos diversos...por todo o percurso, assistência técnica ( Ti Márix de serviço!!!) e um almoço que fez muita gente dizer que mais parecia um casório!!!


Mais uma vez temos de inaltecer a organização deste evento pela ideia de reunir junto à partida/ chegada um leque de lojas representativas das marcas e serviços que são oferecidos pelo nosso concelho!!! É raro ...mas muito saudável MESMO!! A concorrência não tem de ser necessáriamente uma coisa negativa!!!

BIKEZONESETUBAL/FAZVERGONHASBTTEAM fizeram-se representar no stand de exposição. O automobile MASTER MINI VINTAGE do nosso amigo RoiCorreias fez as maravilhas do pessoal!!


Deixamos as pedaladas mas não paramos de apoiar todos os que passavam pela meta!!! Principalmente os últimos .. não fossemos nós osFazvergonhas!!!



14 novembro 2010

FÁTIMA - MISSAO CUMPRIDA

Como sabem, a última ida a Fátima, não correu bem para todos. Eu não consegui chegar ao Santuário... Como promessa que era, para salvar os deditos do Meio Gordo, que quase os perdeu num acidente de trabalho no inicio deste ano, a ida não podia ficar por cumprir. Para mim não interessa o facto de não ter chegado por estar doente, simplesmente não cheguei e tinha de o conseguir!

Então, lá marcamos a data e logo apareceram meia dúzia de loucos a apoiar a causa. Não me espanta ser louco, só me suspreende ter tantos seguidores...

Na véspera da data marcada, caiu um temporal de alerta laranja. Mas nem isso, nem a previsão de ventos de Norte de 40 a 60 kms, fizeram tremer ninguém!! Todos os que se tinham proposto a ir, apareceram à hora marcada!

Pouco depois do nascer do sol, lá partimos para mais uma aventura.









Como tinha chuvido tanto, evitamos o trilhos junto ao Trancão, por estar garantidamente impraticavel. Mesmo assim o vento não dava tréguas, sempre cheio de força e de vontade de não nos deixar chegar ao destino.


Não nos deixámos vergar e fomos sempre batalhando contra um vento gigante, que às vezes era tão forte que em zonas planas onde é hábito irmos a 30kms/h, era uma luta ir a 15... Era como ir sempre a subir!


Por volta das 10.30, já os corpos pediam um momento de descanso e assim o fizemos, em Valada do Ribatejo, tivemos de procurar um café aberto, pois parecia uma vila fantasma, tal era o temporal.< href="http://4.bp.blogspot.com/_cBGgoJ-hWrs/TOAX_pM3HZI/AAAAAAAAACg/Arb45V20pqg/s1600/Fotografia0054.jpg">



Pouco depois o Meio Gordo furou pela 2ª vez. Foi ai que ficamos assustados. Tinhamos um ar de quem vinha a pé, da 1ª Guerra Mundial!! Um ar exausto e enlameado... Suados e desesperados...
E com tanto caminho por fazer... Enquanto se trocava a camara do pneu, o musculo gémeo do Meio Gordo, começou com espasmos duma maneira que parecia ter um sapo vivo lá dentro a tentar sair! Assustador...

Arrancámos dali com um ar desolado, ninguem falou por uns minutos, acho que todos pensámos o mesmo... "tanto esforço e não vamos conseguir...", já nem havia coragem para falar...

O Pessoal de apoio, estava com dificuldade em encontrar-nos, pois quase não tinhamos água nem comida. Lá nos encontramos todos em Minde, com muita dificuldade, Sr. Engenheiro...

Estavámos uns farrapos...

Não sei se foi de encontrar o pessoal, se foram os queques da Maxim, a força que os amigos nos deram, "ou chineses ou o caragano, menina!!", ou as carradas de gel que emborcámos, ou o facto de já não estarmos muito longe, só 14kms (sóóóóó!?!?!?!), lá nos fizemos homenzitos e partimos para o infinito... parecia mesmo assim tão longe...

A verdade é que conseguimos chegar ao Santuário!! Foi muito dificil mesmo, mas chegar foi um momento muito intenso para todos. Houve mesmo uma lágrima no canto do olho...

O Nuno mais tarde, confessou-me que até já tinha caibras nas mamas... Fantastico!!, Eu não sabia se havia de rir ou de chorar!!

Mas fica o aviso: Nuno... se cortares os dedinhos outra vez... ficas mesmos sem eles...


NOTA - obrigado a todos os que nos ajudaram, sem a vossa ajuda tinha sido (mesmo!!) impossivel chegar ao destino. OBRIGADO!!

13 novembro 2010

As minhas primeiras pedaladas sozinho!!!

Olá eu sou o André, o filho do Paulo A. e hoje foi um dia muito importante para mim.

Hoje andei pela primeira vez sozinho na minha bicicleta, e o meu pai filmou tudo.

Foi bué fixe !!!


video

11 novembro 2010

Entrevista

Olá a Todos!

Como sabem, participei na Volta a Portugal este ano. E, como disse no meu belo e extenso relato desta experiencia (publicado cá no blog), dei uma entrevista. Pois bem, tanto foi assim, que: “Euzinha… deixo o anonimato para fazer parte da Fama!!!” Sim… claro! Sai-o em grande plano na revista Ciclismo a Fundo, na Edição de Outubro/Novembro, ocupando a página 72, com a extensão da minha entrevista e fotografia!

Vá… pronto! Só tenho mesmo uma modesta e pequena foto e ainda um pequeno texto resultante da entrevista que me fizeram, nesse dia! Mas não interessa… Pelo menos já posso dizer, que sai numa Revista! Eheheheh… Obrigada ao Senhor Henrique, que comprou a revista e disse que lá tinha saído!


Ah… em honra aos meus companheiros, deixo aqui também a foto das “Belas Águas que eles não beberam” (palavras deles!).


Espero que gostem!



09 novembro 2010

Mais dois Vergonhas !!!

Tenho o prazer de vos apresentar as duas mais recentes aquisições dos vergonhas !!!

08 novembro 2010

VERGONHOSOS EM ATRASO....

A todos os que acompanham este blog as nossas mais sinceras desculpas pela falta de novidades!!

.. não ...ainda não emigramos.... nem fomos exterminados ... nem raptados por aliens (desgraçados desses..), apenas tem sido falta de oportunidade de transcrever à altura os últimos eventos em que participamos!!

Prometemos ainda contar-vos as aventuras de; LISBOA/FÁTIMA num só dia...; O CHALLENGER DA BARRAGEM DE S. SUSANA ; OU O APOIO NO PASSEIO DA TASCA DO XICO neste último fim de semana!!

Estejam atentos pois estamos de volta..nem o mau tempo nos pára!!

28 outubro 2010

2º CHALLENGER NA BARRAGEM DE S.SUSANA!!!

No passado dia 24 de Outubro, realizou-se o 2º challenger junto à magnifica barragem de S.Susana!! O tempo esteve bastante agradavel, dando um toque de luz a toda a paisagem!!

O evento constatava no desafio por equipas de 3 elementos, masculinos, femininos e mistos!!

Pelas 10h da matina deu-se o inicio ao Challenger; 6 kms de corrida; 6 kms em corrida e 25 kms de Btt.

Mais uma vez a Bikezone Setubal/Fazvergonhasbtteam esteve presente, desta vez só com uma equipa masculina; Marix, Lopes e Felix! Após muitas horas de intenso treino ( prai uma ou duas horas a pedalar durante uma semana...) lá se organizou o grupo ... a parte do correr foi no minimo interessante...principalmente para quem já não corre há muitas, muitas luas....

O desafio era interessante, do grupo o unico que corre é o Felix, mas tinha a perna chumbada. Na canoa o único que rema é o Félix... Coitado...

Então às 10 lá foi dada a partida, que começou com a corrida. Eu e o Lope, fomos dando o melhor para não atrasar muito, mas não há milagres. Quando entramos na canoa, o Félix estava quase a dormir, tipo lagartixa ao sol... Nesse momento ja havia 6 canoas na àgua, 2 com grande avanço!

A paisagem nesses 6 kms a pé é espetaculares, se fosse a andar tinha sido mais giro. Vale a pena ir até lá e caminhar junto ao rio, é mesmo muito bonito.
Tive tempo de apreciar, pois correr a sério... Eu conseguia melhor, mas ia a apoiar o Lopes...

Quando finalmente entramos na canoa, o Félix transfigurou-se!! Eu instalei-me à frente, Félix ai meio e Lopes atrás. E começou a recuperação! O GENERAL começou a gritar para nós remarmos, com uma precisão militar!! Eu e Lopes ao máximo e o Félix sempre a gritar conosco!! De tal maneira que parecia que era uma canoa a motor!! Quase apanhamos os primeiros...

Chegamos a terra em 2º lugar, bem perto dos primeiros!! Mas o António Felix Salazar (!!!!) vinha descalço!! E demorou uma eternidade a calçar-se!! Depois de tanto esforço...

A pior fase foi essa, depois de "correr" 6 kms, e descansar as pernas um bocado, quem consegue correr outra vez?!?!? Experimentem que vão ver!! Parecia que tinha ferros espetados nos joelhos!! HAAAAAHHH!!! Que dor!! Nesse 1 km de corrida o Lopes teve um momento muito feliz... ía à minha frente e não o conseguia apanhar...

Quando pegamos nas bikes, foi felicidade pura!! Um alivio nas pernas que nem consigo descrever. Mas não pensem que eram 25 km de pêra doce!! O Félix desmontou 2 vezes em subidas de envergonhar o cai-de-costas!!

Apesar de nos termos enganado, chegamos em 2º lugar, mas o mais importante é que foi uma cena diferente e que nos divertimos à brava!!!

O almoço foi espectacular!! A companhia também. A repetir concerteza.

Obrigado à minha Alkagoitas, à Ruti, ao Roi Correias e ao Presidente pelo apoio dado.

As fotos têm um problema técnico (o operador), mas aparecerão em breve...se conseguir...

17 outubro 2010

POUCOS MAS BONS






Poucos apareceram para pedalar, poucos quilometros feitos, mas muita subida, belas descidas e muita diversão.

Começamos por subir a "cobra", mas dai para a frente, foi tudo menos a volta do costume. Houve caminhos pedastres e tudo.

Estava um lindo dia para pedalar pela Arrábida, estava sol, mas o chão estava húmido. Nâo havia lama e a aderencia estava brutal

O Fio Dental estava brutal; a curva da pedra; nem lhe toquei com as rodas!! Diz quem viu; que foi pura sorte nâo ir ao tapete:

A malta queria mesmo cair e continuou a procura de trilhos que ajudassem; mas eu passei uma zona de pedras a fazer um No Foot; sem partir os dentes e o Lopes conseguiu fazer uma burra numa descida valente; sem sair em voo encarpado:)

Acabamos por desistir e voltar para casa; sâos e salvos:

Mais aventuras em breve

09 outubro 2010

3ª Maratona de Évora

E as aventuras dos FazVergonhas por terras alentejanas não páram.

Desta vez, os 3 estarolas - Meio-Gordo, Lili e Ti Coelha - foram até Évora participar na 3ª Maratona. Os dois primeiros, meninos com bastante treino, inscreveram-se nos 85 Km, mas a Ti Coelha, moça mais recatada e com menos tempo para treinar para que possa sequer sonhar em meter-se nestas aventuras, inscreveu-se nos 55 km, tendo por companhia a já conhecida Turtle e uma nova amiga, a Elisete.

Mais uma vez optámos pelo conforto do parque de campismo… Sabem, o pessoal tem muito jeito para armar barraca,,, uns verdadeiros profissionais. Graças à bomba eléctrica, não foi preciso fazer o aquecimento para a maratona, com o enchimento do colchão. Após isso, dedicaram-se a  troca  de pneus, para uns PNEUS BRANCOS MUITA PANISCAS, na bike do Meio-Gordo!!



Foi-nos indicado duas churrascarias j€ito$sinha$, a "Gruta" e "O Caçador" perto da Arena de Évora (o que dava imenso jeito, porque o secretariado era mesmo lá) e acabámos por ir à primeira (um "Isidro" lá do sítio) já que a segunda tinha ar de taberna. Para a mesa veio sangria, secretos, bife da vazia e picanha, tudo muito saboroso. Ainda pensei que seria da fome que a comida estivesse a saber tão bem, mas não, era mesmo bom. Restaurante a guardar na memória em próximas idas.

Depois de se "matar o ratito", fomo-nos encontrar com uma velha amiga minha de outras guerras, a quem já não punha a vista em cima há 15 anos, com o marido e a filha adolescente, prontos para nos guiarem até uma esplanada. Juntou-se a irmã dela, também velha camarada, e foram ali umas duas ou três horas que passámos a recordar os bons velhos tempos, sob o olhar cansado da Lili e do Meio-Gordo, que tiveram a simpatia de aguentar a "seca".


 
Desta vez a noite passou-se bem melhor, não havia bailes populares com música em altos berros até às 4 da manhã (Beja, maratona de Cuba), o colchão estava bem cheio, o que nos poupou aos movimentos ondulantes sempre que alguém se virava e estava bem colocado, de forma que nem eu nem o Meio-Gordo tivemos que nos sujeitar a dormir com a cabeça de fora da tenda e correr o risco de sermos um alvo fácil para as rolas pousadas nos ramos dos pinheiros acima de nós (na Vidigueira). Não perguntem…

Levantar de manhã também custou muito menos! É que ao contrário de outras maratonas, esta começou às 10h por ser prova da taça. Menos frio, menos sono, menos dificuldade em despachar. Mesmo assim, vimo-nos aflitos para encontrar um café onde pudéssemos tomar o pequeno-almoço, sem termos uma fila de gente à nossa frente.

Às 10 horas deu-se o sinal da partida.

A Praça do Giraldo estava toda engalanada para receber a festa do BTT e nas ruas havia muita a gente a acenar e a tirar fotografias.

Os primeiros quilómetros por estrada não foram nada de mais até sairmos para os caminhos de terra batida, com piscinas de areia solta e muita a gente a desmontar e a espalhar-se ao comprido por não saberem como passar alguns obstáculos.
Muitas quedas ou quase quedas, não por culpa da azelhice do pedalante, mas mais por algum participante menos habituado a pedalar em grupo e que parava sem aviso ou desmontava no meio do caminho, atravessava-se à frente dos outros sem fazer qualquer sinal ou mesmo olhar para trás.

Os 45 km foram, de um modo geral, muito fáceis de fazer, apenas com duas ou três subidas mais inclinadas. Aos obstáculos naturais, temos que adicionar um... bem, ia dizer pouco natural, mas dado que andávamos a circular no interior de herdades com gado à solta, não se podia estranhar que estivesse uma vaca no meio do caminho... numa subida. Muito pouco prático.


O ritmo foi estonteantemente lento… Vá, não estou assim tão mal mas a Elisete, que sofre de bronquite asmática estava com algumas dificuldades em seguir o ritmo aqui da Ti Coelha e da Turtle. Para não variar muito, a cauda do pelotão era nossa, pelo menos até aos 35 km, altura em que a Elisete resolveu que era muito mais giro ir no carro vassoura. A partir daqui metemos a "talega" e os últimos 10 km foram sempre a abrir caminho por entre muita gente que tinha passado por nós a acelerar no princípio da prova e que agora estavam sentados no chão com cãibras, dores nas pernas, cansaço, furos, etc..
A Turtle às tantas colou-se à roda de um participante dos 85 km que passou por nós também a abrir, e foi vê-lo aos zigue-zagues a tentar despistá-la, até perceber que afinal era uma participante dos 45 km.

 Cheguei ao fim sem perceber muito bem de que material eram feitas as minhas pernas, já que as sentia rijas ao andar, mas era como se fosse gelatina, já que tinha alguma dificuldade em manter-me em pé sem que tremessem. Fomos brindadas na meta com várias bebidas isotónicas, sumos de proteínas, barras e afins e pouco depois a sensação de cansaço já desaparecia…

Entretanto, enquanto eu e Turtle andámos a fazer a prova em modo equilibrista (médias de 9 km/h), a Lili e o Meio-Gordo andavam a experimentar algo de novo: 85 km com 2000m de acumulado!!! No inicio, tudo corria bem e eles deliciavam-se com o belo percurso, a excelente marcação do mesmo e a pica de passar algumas raparigas da competição (mais a Lili, mas o Meio-Gordo incentivava). Só que a festa durou pouco! O Meio-Gordo soltou o derradeiro e sonoro gás intestinal (vulgo peido-mestre) aos 25 km. Estava pior que uma grávida: lá barriga ainda tem ele e depois, com enjoos… enfim. Podíamos dizer que era a panisquice a mais, a acrescentar as rodinhas brancas, mas sendo certo que tem uma veia de gaja que de vez em quando começa a latejar como se não houvesse amanhã (e gaja que é gaja não se atira para o chão à primeira dorzinha), aguentou mais 30Km em sofrimento! Aos 40 km, a Lili entusiasmou-se a fazer uma descida e espalhou-se ao comprido no terreno mais duro que encontrou! Caramba! Tantos bocados com areia solta e arbustos e ela foi logo escolher o sítio mais duro para cair! A mim também se atravessou um árvore à frente numa descida, mas ela desviou-se! Agora, o chão não se desvia! Para a próxima escolhe um sitio mais fofo antes de te armares em downhiller!

Aos 55 km, muito sofrimento e mazelas depois, decidiram abandonar a partida.

No meio de alguns percalços,  e porque nem tudo é mau, a organização brindou-os com um carro de apoio e tanto! Bikes bem acondicionadas, com mantas para não se constiparem, musica de abanar capacete e ar acondicionado para arrefecer a mágoa por terem desistido. Ficou a promessa de que para o ano estarão lá outra vez, mas que dispensarão as mordomias.

Mas o melhor estava ainda para vir: um verdadeiro banquete aguardava por nós numa quinta junto ao kartódromo. Entradas diversas, das quais se destacava um delicioso patê de marisco tão bom que as abelhas não o largavam, caldo verde, lombo de porco ou / e ( para os mais glutões) empadão de bacalhau com espinafres e uma mesa resfatelada de doces.


A seguir ao café, despedimo-nos de Évora com as habituais vergonhas fotográficas…


Até para o ano.

03 outubro 2010

COVILHÃ - TORRE





A subida à Torre nunca é fácil... Começa por ser dificil convencer (enganar..) pessoal para subir; haaa e tal não custa muito... Mas lá consegui reunir 11 corajosos para ir ao ponto mais alto de Portugal Continental.






Depois disso vem a dificuldade é que subir já é dificil, quanto mais fazer a viagem e pedalar de seguida. Soluçao brilhante... ir dormir lá perto!!! nova desgraça... 50 telefonemas e ninguem aceita tantas bicicletas... UFA!! até liguei para um parque de campismo, onde quem me atendeu, não sabia se era um Parque de Campismo... enfim..

Conseguimos alugar uns espetaculares Chales de Montanha, sem entraves e então lá fomos.

O único problema é que nos obrigou a arrancar a descer, com um pouco de frio... 7 graus.




Mais uma dificuldade... a Alkagoitas, vitima de uma grande gripe, não pode fazer de carro de apoio... felizmente a cunhada deu conta do recado em grande estilo (nao atropelou ninguem, já não é mau..), com o apoio de 2 novas aquisições que tambem estiveram à altura!!

Mas a verdade é que correu tudo muito bem!! Adiamos um pouco a partida, por causa do frio. Partimos às nove. A descer foi a adrenalina do costume, grandes picardías. E com o lindo dia que apanhamos correu muito bem. Não se bateu recordes de velocidade, mas aquelas curvas não deixaram.

O Rui é que não percebeu bem a cena de arranjar desculpas para parar... Furou 2 vezes na descida!!! Sim, 2 vezes a descer e 1 a subir!!! como?!?!?

O bem bom acabou-se... toca a subir... a calçada da Covilhã faz moça, mas é bonita. E assim começa a solitaria subida. Sim, solitária, porque mesmo que vás junto de alguém não é fácil ouvi-lo, muito menos falar-lhe...




Feitos fantásticos: conseguimos manter o capacete na cabeça do Meio Gordo!! O mesmo cão tentou morder toda a gente e não conseguiu!! Depois de subir tudo aquilo, o almoço foi numa Hamburgaria (tragédia)... Houve um copo de Mostatel para todos os finalistas. Já na Torre, ainda havia quem achasse que deviamos ir a Manteigas e voltar (tragédia 2). Todos querem voltar (tragédia 3).

As paisagens são esmagadoras, as fotos são muitas, mas nunca expressam a viagem. É uma gratificante sensação chegar ao topo, só faltou a minha Alkagoita para partilhar o momento.

Parabéns a todos os participantes, especialmente ao Lopes, que só começou a pedalar e Junho. Todos chegaram o topo... foi muito bom.

Desculpem o texto longo, mas não todos os dias que subimos à Torre...

26 setembro 2010

A Bela e a Maravilha

Ontem resolvi sair cedo e ir dar uma volta, a solo, que já algum tempo me andava na cabeça.

Principal objectivo visitar e prestar homenagem:

- a uma das mais belas baías do Mundo- A Baía de Setúbal.


- a uma das sete maravilhas naturais de Portugal, categoria de praias e falésias - Portinho da Arrábida.


2º Objectivo subir ás antenas da serra da Arrábida

3º Objectivo passar a barreira dos 70 Km

Depois de todos os objectivos alcançados, cheguei a casa com um sorriso de orelha a orelha!

Deixo aqui a foto-reportagem:


O track:


17 setembro 2010

3º Encontro Nacional do ForumBTT

No passado domingo 12/09, os vergonhosos marcaram presença no encontro Nacional do ForumBTT.

Aqui fica a foto-reportagem:


o percurso:


a Altimetria:

12 setembro 2010

Alo alo Vidigueira

Este ano os Vergonhas foram muito desfalcados aos trilhos do Baco (o pessoal quer é férias...). Uma mítica maratona que tem sido palco das maiores vergonhas jamais observadas em Portugal e arredores. A Lili a Ti Coelha e o Meio Gordo salvaram a honra do convento não deixando de marcar presença. Mais uma vez fomos logo no Sábado, e fomos nos juntar ao grupo da Turtle 'Ninja' e do grande TDi que, por estes dias tem andado a recuperar de um encontro fogoso com uma árvore mais arrojada que resolveu dar-lhe um 'abracinho'... (as melhores para ele). Fomos uns privilegiados, pois a tenda já estava montada (a Turtle para montar barraca tem muito jeito) e o jantarinho marcado. Foi chegar e abancar. A janta estava muito boa e a companhia ainda melhor. Pena ninguém ter reparado que NÃO É proibida a utilização de ar condicionado ao Sábado à noite!!!
Como este ano não fomos acompanhados pela nossa famosa garrafinha de moscatel de Setúbal (muito útil para relaxar na noite anterior) aproveitámos a espectacular noite alentejana e fomos 'buer umas mins' acompanhados de um pedalante acabadinho de conhecer, o Duarte (para mais informações vão ao youtube porque o 'home' tem mais videos que o Spilberg e o Sá Leão juntos.
No Domingo lá fomos nós tomar aquele belo pequeno-almoço típico da região (papo-seco com queijo ou fiambre e um suminho) para nos prepararmos para a árdua tarefa que se avizinhava de chegar ao fim da maratona.
Após alguns Km de aquecimento em alcatrão novinho, chegou a primeira dificuldade: uma pocinha de água, que os mais corajosos enfrentaram com um sorriso e aproveitaram para refrescar as unhas dos pés, e em que os menos aventureiros utilizaram a técnica sobejamente conhecida das libelinhas, saltaram de nenúfar em nenúfar para não sujar a meinha nova.
Depois disso lá começaram as subidas. Na primeira vi logo uma parte dos nossos colegas voltar para trás. Não os condeno, a piscina tinha muito melhor aspecto que a subida.
Nessa altura juntámo-nos à Elisete. Mocinha simpática que fazia parte do grupo do jantar e que já estava a demonstrar que o facto de não ter ido relaxar connosco na noite anterior (foi dormir em vez de ir 'buer a min') já se estava a notar, evidenciando sinais de querer colaborar na disputa do último lugar.
Após algumas descidas que fizemos até lá acima, chegou o primeiro abastecimento. Conseguimos chegar tão tarde que já tinham acabado os bolos. Fiquei possesso!! Assim claro que um gajo perde peso!! A sorte é que no segundo reabastecimento a coisa mudou de figura e o melão, os bolinhos de gila e a Coca-Cola mais pareciam um almoço antecipado que só um reforço ligeiro.
A partir desse ponto o terreno era bem mais rolante e já permitiu algumas velocidades estonteantes na casa dos 14 a 15 km/h. Também a partir daí seguimos com dois casais pertencentes à equipa dos Papa-Trilhos, que tinham a mania que conseguiam chegar em último. Hehe! A luta foi renhida, mas no final, e depois de passarmos uns 15 minutos em frente à meta a discutir os últimos lugares, os Vergonhosos saíram vencedores desta luta titânica. Um bem-haja, pois foram uns excelentes companheiros do pedal.
Como festejo por mais uma vez termos conseguido o vergonhoso último lugar, toda a gente na plateia que estava a fazer claque (acho que eles queriam mesmo era que nos despachássemos para poderem ir almoçar) foram brindados com o clássico 'passarinhos a bailar' com direito a coreografia, e interpretado brilhantemente pelo 'coiro vergonhoso'.
Após o almoço, a piscina conseguiu fazer-nos esquecer aqueles momentos tormentosos que passámos para fazer aquelas descidas com uma inclinação esquisita, e apenas deixou presente os bons momentos. Acreditem que foram muitos mesmo.
Resumindo as coisas, foi mais um excelente fim de semana passado em muito boa companhia, com direito a novos amigos com grande potencial para a Vergonha.

27 agosto 2010

Canoagem pelo lado selvagem de Sesimbra

24 de Julho de 2010 foi o dia em que alguns Vergonhas deixaram as bicicletas em terra e foram aventurar-se no mar. Só vai ser contado aqui hoje, porque temos estado a aguardar pelas fotografias.

Então lá fomos, eu, a Lili, o Meio-Gordo e o Porky com mais dois amigos, fazer vergonhas de canoa para a costa sesimbrense através da Vertente Natural, uma empresa de organização de eventos, que providencia passeios em canoas, btt, coastering, rappel, espeleologia... enfim.

Para não variar, saímos de Setúbal 15 minutos depois da hora que era suposto estarmos no porto de abrigo de Sesimbra, mas após um telefonema para um dos membros da organização, verificámos que não éramos os únicos a seguir a pontualidade portuguesa... havia muita gente que ainda não tinha chegado.

No porto de abrigo já estavam prontas as canoas, com os coletes salva-vidas e umas garrafas de água. Após a explicação sobre como utilizar a pagaia (o que erradamente muitos chamam de remo) e como voltar a entrar na canoa, caso a mesma vire (felizmente, não foi técnica que tivéssemos de pôr em prática), fizémo-nos ao mar.


Saímos do porto de abrigo em direcção ao Cabo Espichel e a risota era geral. O nosso grupo repartiu-se pelas canoas com um rapaz e uma rapariga, elas à frente e eles atrás. Desenganem-se os que pensem que foi por uma questão cavalheirismo, foi sim por repartição do peso.


Hum... se pensarmos bem, o cavalheirismo também está lá metido algures.

O percurso é muito bonito, junto à escarpa até à Praia da Ribeira do Cavalo. Havia tanto peixe que quase o podíamos apanhar à mão. Uma boa parte da zona é protegida e consequentemente, é proibida a pesca, e daí a abundância de cardumes.

Passámos em estreitos para provarmos a nossa... hmmm... perícia, entrámos em grutas e íamos fazendo paragens aqui e além para ouvirmos explicações sobre as características da Serra e sobre a fauna local.


Na chegada à praia, foi tempo de dar um mergulho e degustar uma especialidade da pastelaria sesimbrense: farinha torrada. Leva farinha, açúcar amarelo, ovos e chocolate. Uma verdadeira bomba calórica que os pescadores levavam no farnel para o mar, que era para dar força e nós bem que precisávamos! Afinal, a nossa especialidade é pedalar, não remar.



E pronto. A partir daqui foi o regresso à doca. O passeio em si levou cerca de duas horas, o que nos deixou a tarde livre para irmos até à praia do Meco. Dormiu-se, mergulhou-se, brincou-se nas ondas e ainda houve tempo para "argilar" o corpo! 

Foi um dia muito bem passado, a repetir.

 

*Fotos de Lili, Vertente Natural e Câmara Municipal de Sesimbra

24 agosto 2010

Vilamoura - Ilha de Faro - Vilamoura

Fotos:


Track:


Altimetria

21 agosto 2010

Conquista do Castelo de Paderne

Hoje dois Vergonhosos conquistaram o Castelo de Paderne:



Altimetria:


Track:

19 agosto 2010

Nas ciclovias de Vilamoura

Resolvi hoje dar uma voltinha pelas ciclovias de Vilamoura, enquanto umas cidades choram para as ter, outras parece que não há rua que não as tenha, e assim devia de ser!:

A foto-reportagem:

13 agosto 2010

Volta a Portugal, dia de Descanso: Fafe-Mondim de Bastos/Santa Maria da Graça.

Depois de David Blanco descansar de amarelo, chegou a hora de os ciclistas mais prós, forte e duros do universo, ou quiçá de Portugal, saírem a pedalar.


Após, ter recebido um convite aliciante, não foram necessários 2seg. para responder com grande entusiasmo: Sim, claro que quero ir! Coitada de mim, ainda não sabia onde me iria meter! Lá depois de umas pesquisas na net, as imagens faziam-me “cair tudo ao chão”. Mas pronto, já tinha dado a palavra e só restava fazer a inscrição! Porém, estava a ver que havia uma grande conspiração para não me conseguir inscrever! Depois de uma choradinha, fiquei a saber que poderia fazer a inscrição no próprio dia (inscrições limitas). E pronto; lá fui eu para Fafe, com a família, descansar uns dias e aproveitar fazer o Dia de Descanso da Volta a Portugal.


Para mim, a partida deu-se as 8 da manha do hotel, para o ponto de encontro: Fafe! Depois de fazer a inscrição, conviver com alguns dos meus colegas de Hotel, fui-me encontrar com a Equipa Astro! 4 belas bicicletas Astro, iriam levar até ao alto da montanha os mais formosos 4 ciclistas: Srº Henrique (a quem eu considero o meu “papa” das birklas de estrada), Parada, Carlos e, claro, Eu!


A partida deu-se as 9:30 da manha, e lá foram mais de 700 cicloturistas pedalar até o cume. Foram, 67 km a pedalar, em que os últimos 8, à subida, pura e dura! Até Mondim de Bastos, o Carlos e eu, formamos uma dupla de perseguidores dos mais adiantados!!! Oh… passamos bues, mas nunca vimos os primeiros! LOL… Porém, o jogo psicológico do meu colega, fazia-me acordar do sonho: “Oh Liliana, olha lá o que tens de subir”! E prontos, lá eu lhe dizia para me deixar continuar a sonhar e para não me mostrar certas coisas! Não valia a pena… era desnecessário! Eu continuava a Sonhar! ehehehe


A subida, sob um calor abrasador, próprio de assar costeletas de porco preto, vizinhava-se mais durinha para os 112kg do Carlos, do que para os meus 59! E lá fui eu, ao meu ritmo! A jeitosa subida, foi cronometrada desde Mondim de Bastos até Santa Maria da Graça, o que dava um total de 12km. Demorei 55min! Dois dos meus colegas demoraram um pouquinho mais, mas lá chegaram, nem que seja com paragens ou bike na mão! O que importa é chegar! O Srº Henrique, sempre na frente, já esperava por mim, como uma folha de alface fresca, na meta!


A chegada ao pódio, mais adiante da meta, serviu para a foto do grupo! A alegria era tremenda, com direito entrevista e, depois uma garrafa de champanhe esperava por nos na carrinha bem fresquinha! :D … Uns autênticos prós! A camisola… não é amarela, mas é bem gira!


Ps: Desculpem escrever tanto, mas entusiasmei-me! LOL

11 agosto 2010

VELOCIDADE DA LUZ

É verdade sim senhor!!! Foi ultrapassada a velocidade da luz em bicicleta.

Foi numa destas mais recentes incursões pelo escuro da Árrabida, em que meia duzia de malucos pega nas biclas e vai pedalar de noite para fugir ao calor.

Lá fomos pelo escuro, a rir e a pedalar, que custa o dobro mas estamos habituados. O percurso estava a decorrer dentro da normalidade até entrar no "Fio Dental"; ai o "Meio Gordo" faz-se ao caminho, com toda a furia (respeitinho que o moço anda a treinar!!) e eu atras dele, sempre na roda dele, ainda a "picar" o desgraçado, até que a lanterna do "Meio Gordo" soltou-se e começou a rodar. E foi ai que aconteceu...
O Nuno ia há frente e a luz dois metros atras!!!
Foi ultrapassada a velocidade da luz.

26 julho 2010

Passeio de Verão

Como está calor, só apetece pedalar cedo e ir para a praia.

E foi o que fizemos... Quatros tontos, este Domingo pegaram nas fininhas, bem cedo e foram para a praia de bicicleta. Lá apanhamos o barco das 6.15 (da manhã!!), para Troia.

A manhã começa com a promessa de que tudo iria correr bem... O chão do barco estava humido, a Lili não ligou o control de tracção e num arranque cheio de potência, esticou-se logo pelo chão do Ferry!! Uma festa ainda antes das 7.00 da matina!!
Não correu mal, só lá ficou (mais) um pouco de pele e rasgou a fita do guiador posta de véspera (penso que é um record mundial!!).
Lili, tu estás lá, mesmo em alta, 4 quedas num mês... Valente!!

Ainda no barco fomos abordados por 4 ciclistas que iam até Sagres... Mas não mostraram interesse na nossa companhia... Foto da praxe tirada e lá arrancamos sem eles.

Frio!! É verdade sim senhor!! Tivemos frio nos primeiros quilometros, mas o Sol foi despertando tímidamente e tal sensação transformou-se no oposto.

Correu sem história até pararmos em São Torpes, onde fomos beber o café da manhã e comprar àgua. Começou a animação!! Fomos atendidos por uma rã, meia morta... demorou uns bons 10 minutos (no mínimo) a servir 3 cafés e um bolo de gila (light, pois o Emidio está de dieta...), o que não foi grave, porque não tinhamos pressas, nem estavamos a "fazer tempos". Mas acabou por nos atrasar um pouco . Fomos alcançados pelo outro grupo que ia para Sagres.

Esperamos um pouco e arrancámos todos juntos. Já que estávamos parados à um bocadinho, arrancamos devagar (leia-se 28, 30 kms/h...) para voltar a aquecer. Um par de minutos depois, os nossos companheiros disseram-nos este carinho; "como vocês vão devagar... nós vamos andando..." ao que nós não demos resposta...

Talvez eles não tenham reparado na brisa que vinha de frente, talvez não tenham simplesmente gostado de nós (tambem acontece...), mas os rapazes aceleraram um pouco e foram embora. Mas não muito. Nunca os perdemos de vista! Mais uns quilometros e passamos nós por eles.

Problema 1... os maganos deviam ter um macumba muita boa... o Emidio cravou a bela da mocada numa cratera e fez 2 rasgos no pneu... problema 2 a primeira camara, arranquei-lhe a cabeça da valvúla (grande bruto), problema 3 eles passaram por nós no entretanto...

Mais tarde, passamos por eles, parados de esplanada, ao que eles responderam mais à frente com a mesma situação... BOLAS!!!! Não era uma corrida, mas ninguém gosta de levar o bigode!! Não tinha importância nenhuma... mas ficámos com vontade de ir até Sagres só para ver quem chegava primeiro!!!

Mas não, a intensão era ir de bike até à praia e assim foi. Sem stress, nada de coisas extremas; fomos de bike até Lagos. São só 190kms de boa disposição, de amena cavaqueira, só o calor é que fez alguns estragos. Chegamos no pico do calor, eram 14.30, parecia que o alcatrão ia derreter.

Quem pensar fazer o mesmo, aconselha-se um fato de mergulho de Inverno porque a àgua estava gelada!!

A próxima já está no forno!!